Categoria Fashion

A compra e venda de roupas e acessórios de segunda mão

Está na Moda comprar roupas de segunda mão. O brechó foi inventado há muito tempo atrás, porque as pessoas sentiram necessidade de desfazerem-se de muitas peças de roupas que, embora ainda estivessem em bom estado, já não eram mais usadas. O espaço no armário estava pequenino para tanta coisa guardada pelo ano inteiro. A possibilidade de ganhar um dinheiro extra vendendo esses bens fez a cabeça de muita gente.

Era através do lucro das vendas daquilo que não se usava mais, que muitos pagava a roupa nova. Esse novo conceito também fez os olhos de quem estava precisando de uma roupa nova e já estava com o orçamento curto brilharem. Encontrar artigos de qualidade, de marcas consagradas e em bom estado por preços menores que no comércio atraiu a atenção das pessoas.

Hoje em dia com a Internet as opções de brechós são ainda mais variadas. As pessoas estão oferecendo, vendendo ou trocando artigos de vestuário online, através de grupos no Facebook, sites específicos de moda e plataformas de anúncios classificados online. As principais vantagens são a comodidade e a abrangência. A partir do sofá da sala dá para encontrar artigos em todo o país e até pelo mundo todo.

Ficou simples anunciar aquele vestido de casamento que nunca mais será usado ou aquele casaco super quente usado nas férias de inverno. Há inúmeras plataformas de e-commerce que oferecem aos usuários publicar um anúncio sem custo nenhum.

Um bom negócio são os sites de classificados online. Neles há milhares de anúncios de artigos com preços bem baixos. No site português  Afixaqui.pt uma das seções mais visualizadas é a Categoria Moda. Nela diariamente muitos anúncios de moda feminina são inseridos e muitas vendas e trocas são feitas. Você pode conferir os diversos anúncios de moda feminina de segunda mão do site e descobrir que dá para encontrar desde acessórios da moda europeia dos anos 60 até produtos mais modernos que cabem em todos os tipos de orçamento.

Fancy: mistura de mídia social com e-commerce e social bookmarking

Conheci há pouco tempo esse aplicativo (tem versões pra iPhone, iPad e Android) e tenho usado bastante. Ele não é lá um poço de utilidade, mas é muito legal para quem curte observar objetos com design aprimorado e eventualmente topa pagar um dinheirinho elevado por eles. Pois o Fancy faz isso e um pouco mais.

Com esse aplicativo – ou até mesmo usando a versão web dele, por que não? – você pode navegar por imagens de roupas, acessórios, objetos de decoração e tech. Você pode dar um “Fancy” naqueles que preferir e comentar, criando discussões com outros usuários.  Se você gostou muito de um determinado produto, pode até mesmo comprá-lo, já que todas as fotos têm links diretos para sites na web que revendem os produtos exibidos. Outra coisa interessante é que, quando você usa o Fancy, cria um perfil público que pode ser seguido pelos demais usuários. Interessante, não?

Dê uma olhada no meu perfil e comece a usar o Fancy! Depois volte aqui e conte o que achou. :)

Cate Parr: ilustradora de moda com aquarela

Cate Parr é uma ilustradora que nasceu e teve toda sua educação na Inglaterra. Hoje vive na Califórnia e surpreende com sua arte refinada e ligada à moda. Sua técnica de aquarela dá uma sensação etérea e leve, muito romântica. Ela ainda não ganhou nenhum grande editorial de moda nem nunca participou de nenhuma campanha publicitária famosa – mas parece só questão de tempo.

Society6: belas camisetas gringas

Pra quem curte comprar roupas dos Estados Unidos, talvez essa seja uma boa opção. A Society6 promete vender por um preço acessível arte impressa, em camisetas ou cases de iPhone.

A loja virtual Society6 não tem exatamente um estilo definido, lembra a brasuca Camiseteria. Ilustrações muito diferentes entre si, vão do sério, passam pelo irônico e podem ser nonsense. Vale a pena dar uma navegada, mesmo que não para comprar. É uma galeria de arte virtual.

O Watch: criação de Tokujin Yoshioka

Leia “O Watch” em inglês. A letra “O” tem som de “ou”, que em francês é a mesma pronúncia de “eau”, que significa água. Daí veio a inspiração para este belo relógio transparente. Foi criado para a Issey Miyake, fabricante e revendedora de relógios e perfumes, fundada pelo designer homônimo.

O conceito deste relógio é tornar apenas o horário visível, foco total nele com leveza e harmonia. Belo, não? Engraçado que eu lembro de ver um relógio muito parecido com esse aqui no Brasil… A pulseira de acrílico era quebradiça, fácil de riscar ou lascar.