Acupuntura saiba tudo!

O equilíbrio entre o Ying e elYang


O Yang representa loselementos de nosso mundo que são de conotação mais positiva para o homem(o sol, o céu, o calor, a primavera, o verão,…) ElYing, no entanto, representa a determinados elementos denuestro mundo de aspecto menos positivo (o frio, o inverno, as enfermedadescrónicas…)


A visão da acupuntura consiste enentender o organismo humano como um sistema em que ambos, Ying e Yang, sehallan perfeitamente integrados e em equilíbrio delicado quando se goza debuena saúde. A perda da saúde se explicaria pela perda do equilibrioentre essas duas forças da vida, Ying e Yang, ou com relação ao medioexterno, diante do qual adviria a doença. O corpo humano se vê, asípues, como um complicado tecido de órgãos e tecidos no que Ying e Yangviajan e se distribuem por todo o organismo, graças a uma série de canalesdenominados chin ou meridianos. Estes meridianos sehallarían a alguns milímetros da pele e a sua manipulação é a quepermitiría redistribuir o fluxo de Ying ou Yang, com o propósito de recuperarel equilíbrio perdido e, com isso, de novo, a saúde. Através da manipulaciónfísica dos chamados chin se conseguiria, em algumas ocasiões elrestablecimiento do equilíbrio natural interno do nosso organismo, e em otrasocasiones, a recuperação da harmonia perfeita com o meio externo.


A origem da acupuntura


Para falar quando surgiu a acupunturadebemos voltar para China, há mais de 2.500 anos. A acupuntura surgiu comouna forma de terapia mais dentro de um amplo conjunto de métodos tradicionalesque compõem a medicina tradicional chinesa, e que incluem também lafitoterapia (terapia baseada no emprego de hierbasmedicinales), moxabustão (obtida a partir do contato com substâncias naturalesincineradas), a terapia de sucção (através de ventosas), elmasaje, lasterapias do movimento (Tai-chi, etc), ou lameditación transcendental.


A acupuntura logo seextendió ao Japão, da península da Coréia e no resto da Ásia continental próximaa Oriente. Na Europa penetrou até o século XVII, mas não conseguiu adquirir elauge que sempre teve esta terapia milenar em seus países de origem, endonde mesmo faz parte das terapêuticas aceitas por sistemasnacionales de saúde.


Aplicações da acupuntura


De acordo com lapráctica habitual da acupuntura, pode-se afirmar que existem tresfinalidades principais: induzir analgesia (alívio da dor), proteger frentea infecções ou influenciar a regulação das funcionesfisiológicas.


O principal transtorno que esdemandada a acupuntura é a dor em si mesmo, seja aguda ou crônica. Enesta categoria entram doenças como laartritis reumática, lalumbalgia, lacervicalgia (dor de garganta), a dor radicular(dor de uma raiz nervosa, como a ciática, por exemplo), o dolorpost-traumático ou pós-cirúrgico, dores de dentes, elhombro doloroso, dor abdominal (biliar orenal), dor de estômago, ladismenorrea (dor menstrual), dor facial ou lacefalea.


Mas a acupunturatambién é uma terapia demandada para muitos outros quadros clínicos muyvariados, entre os quais se encontram: as náuseas e vômitos, lahipertensión e hipotensão, larinitis alérgica, ladepresión, os efeitos adversos de laquimioterapia ou radioterapia, a indução do parto,etc.


Como uma terapia realmenteeficaz?


Os estudos clínicos realizados para avaliar laeficacia e qualidade terapêuticas da acupuntura são inúmeras, apesar de que é uma grande dificuldade projetar ensaios clínicos, quecompararla com um placebo (algo neutro de aparência semelhante, mas que carezcade efeito terapêutico) ou definir um plano duplo-cego (esquemaen o que nem o médico nem o paciente são conhecedores de que remédio se estáempleando, seja o que é testado clinicamente ou o placebo.) De cualquiermodo, sim, que podem ser retiradas algumas conclusões bastante duvidosa acercade a eficácia real da acupuntura em certas doenças. A continuaciónrevisamos a longa lista de disciplinas em que mais eficácia hademostrado.


Tratamientodel dor


Esta terapia tem demonstrado ser eficaz demanera claramente superior ao placebo no tratamento da maioria losdolores. Na dor crônica parece ser, de fato, mesmo semelhante a morfinaen eficiência, sem levar a aumentar os problemas de efeitos adversos ou dedependencia física desta última. Existem estudos que avaliam sua eficácia no tratamento de diferentes formas de dor de cabeça (tensional, enxaqueca…), em eldolor facial, dor articular da artrite reumatóide (aqui tambiénparece aliviar a rigidez muscular e aumentar a mobilidade), no dolorciático, o ombro doloroso, a dor de garganta, dor postcirugía, a dor porcólico biliar ou renal, a dor da entorse articular de tornozelo ou do cotovelo detenista, e a dor dentário após uma intervenção. Na fibromialgia, eldolor de parto e a dor pós-episiotomia (incisão para ampliar o canal delparto) parece eficaz, mas são necessários mais estudos para confirmar isso.


Tratamento de Infecções


A acupuntura tem mostrado uma ciertaeficacia como adjuvante no tratamento de infecções como a disenteríabacilar. Outras, como a tosse convulsa, ou a hepatite B, por exemplo, podríanbeneficiarse desta terapia, mas isso não está definitivamente demonstrado.


Alteracionesdel metabolismo


Em determinadas doenças metabólicas,como a hiperuricemia (excesso de ácido úrico) foi documentado o seu capacidadpara reduzir os níveis de ácido úrico e também melhorar a gota. Também na diabetes não insulín-dependente (diabetes do adulto tipo II) a acupuntura hademostrado em alguns estudos a ser relativamente eficaz no controle de laenfermedad (no entanto, em ambas as doenças, parece imprescindível realizarmás investigação para confirmar estes achados).


Neurologia


Em elcampo neurológico a acupuntura foi usado com algum sucesso para otratamento da paralisia facial, mas sobretudo para o tratamento precozde a paralisia em consequência deaccidente vascular cerebral (ACVA), sendo tanto máseficaz se ele é usado como um complemento para a terapia global rehabilitadora. Losresultados de estudos em doentes em coma parecem apontar também para que laacupuntura poderia ter um papel eficaz no este sério problema, mas deve habermás estudos a respeito que confirmem isso, a exemplo do que acontece por ejemplocon insônia, onde alguns estudos garantem tê-lo tratado com sucesso pormedio da acupuntura auricular (orelha).


Aparelho respiratório


Quanto a doenças do aparelho respiratório acupuntura hademostrado clara eficácia da rinite alérgica, e relativa em elasma brônquica (aqui não tanto no resgate de lacrisis agudas, mas sim na manutenção a longo prazo).


Aparatodigestivo


Esta área, a acupuntura parece ser muyeficaz no controle da emesis (náuseas e vômitos), sobretudo devido atratamientos quimioterápicos. Também pode ser usada complementarmente, em eldolor de estômago (epigastralgia) e nas dispepsias em geral (síndrome demalfuncionamiento do tubo digestivo superior esôfago-estômago-duodeno) e, ainda, em lacolitis ulcerosa e elsíndrome do cólon irritável, mas essas tresúltimas a certeza de sua eficácia não é de todo segura. Também para otrasaplicaciones como a sua utilização como relaxante e analgésico na exploracióncolonoscópica ou para analgesia e modulação da função secretora biliar na presença (pedras na vesícula biliar), bem como na colecistitiscrónica (inflamação da vesícula), a acupuntura pode ser benéfica perose necessários mais estudos a respeito.


Aparelho urinário


Em relação ao aparelho urinário a acupuntura poderia ter ciertaeficacia no alívio da retenção urinária funcional e da urolitiasis(pedras nos rins e vias excretoras); também pode exercer um efectobeneficioso em laprostatitis crônica, síndrome uretral feminino, iene a profilaxia de infecções urinárias recorrentes, mas tudo isso estápendiente de ser melhor demonstrado.


Ginecologia


Laeficacia da acupuntura nas doenças ginecológicas também parece venirrespaldada por diversos estudos que provam que é ativa no alívio deldolor por dismenorreia (dores menstruais) e em elsíndrome pré-menstrual. A sua capacidade para estimular lacontracción uterina foi aproveitado também para tentar corrigir laposición fetal anômala no último trimestre, bem como para favorecer eltrabajo de parto, e de fato, chegou-se a documentar o risco significativode aborto, estimulando determinados pontos específicos abdominais ou lumbo-sacros enmujeres grávidas. Foi defendido também a sua capacidade de aumentar losniveles de prolactina no sangue e ter efeitos benéficos, por isso, na eldéficit de secreção de leite após o parto, algo que deve ser confirmadas enestudios futuros.


Cardiovascular


Em relação ao campo de lasenfermedades cardiovasculares, há estudos que parecem demonstrar um papeleficaz desta terapia em hipotensão, nas primeiras fases de lahipertensión essencial e no tratamento de laangina de coração. A respeito desta última sedesaconseja o uso da acupuntura se não foi descartado claramente eldiagnóstico de infarto e se não se conta com equipe cardiológico adequado.


Psiquiatria


Em psiquiatria a acupuntura hasido também comprovada e não parece haver dúvidas a respeito de sua eficácia no otratamento da depressão endógena, neurótica ou após ACVA). Sua aparentecapacidad para estimular a secreção endógena de endorfinas (neurotransmisorescerebrales que atuam sobre os centros nervosos do prazer) parece justificar atingidas ter divulgado muito o seu emprego no alívio dos sintomas de abstinenciapor causa de diferentesadicciones (tabaco, alcoolismo, drogas) peroprecisamente aqui os resultados dos diferentes estudos são contradictoriosy não lançam uma conclusão clara sobre a sua certa ou nula eficácia; de cualquiermodo sim que parece que pode ser bastante eficaz na deshabituación alcohólicay, curiosamente, para induzir o abandono do tabagismo no grupo de fumadoresque, sem ter motivação psicológica para deixar de fumar, vão para a consultade acupuntura para tratamento de outras doenças (abstinência passiva).


Pediatria


A acupuntura pode ter um papelde certa eficácia no controle da diarréia motora infantil, o alívio de latos, o tratamento de convulsões febris e elsíndrome de Tourette infantil. Não obstante, o caráter especialmente grave dealgunas destas doenças renais fazem o prudente aconselhar másestudios a respeito.


Câncer


No campo da oncologia laacupuntura conta com estudos clínicos que demonstram a sua eficácia em elcontrol deldolor oncológico. No entanto, é necessário másestudios confirmando este extremo. De qualquer modo, não parece albergarseninguna dúvida sobre a sua eficácia no controle das reações adversas de lostratamientos contra o cancro (quimioterapia).


Outros campos


Laacupuntura não mostrou todo a sua eficácia, apesar de existir estudioscon resultados positivos no tratamento da síndrome de Meniére (enfermedaddel ouvido interno), a dor por somatización (dor por causa psicogénica), laepistaxis (hemorragia nasal) e prurido (comichão de lapiel). Outros sucessos reivindicados por estudos isolados da terapia deacupuntura que não estão ainda suficientemente demonstrados são os de ciertasenfermedades, como a síndrome., doença de Raynaud, o síndromede Stein-Leventhal (ovário policístico) e a condrodinia (dor enarticulaciones condrocostales do peito.)


Fundamentos científicos da Acupuntura


A explicação científica da eficácia de laacupuntura foi pensado em função de sua capacidade para influir sobre lafisiología nervosa de forma direta e sobre a fisiologia hormonal e lainmunidad humoral de forma indireta. No entanto, não se tem caracterizado deum modo claro, aos olhos de todo o mundo, as bases íntimas concretas querevelen o porquê de sua ação terapêutica clinicamente comprovada. Laacupuntura, no entanto, é muito atraente como meio complementar deejercicio terapêutico, confortável, simples, atóxica, econômica e eficaz alto para doenças específicas.


A OMS não só nodesautoriza seu emprego na Medicina, mas aconselha que seja introduzida comométodo terapêutico complementar nas doenças em que parece haberdemostrado eficiência. Além disso recomenda-se um avanço no conhecimento de estaterapéutica alternativa, através do desenvolvimento de mais estudos de investigacióncontrolados e adequadamente realizados (Acupuncture: Review anAnálisis of Reports on Controlled Clinical Trials. Cervia, Itália.1996. WHO Consultation on Acupuncture.) Provavelmente, com o tempo, conformese vá conhecendo melhor, a acupuntura se vai incorporar como uma terapiamás, de emprego complementar às terapêuticas principais das diferentesenfermedades graças à sua segurança e eficácia em determinadosprocesos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *